quinta-feira, 14 de abril de 2016

Homem difícil Sr. J

A minha "nova paixão", motivo pelo qual encerrei O projeto, é o Sr. J - homem difícil.
Depois que deixei ele ter razão nas discussões bobas, tudo ficou bem. Ele ainda apresentou umas neuras sobre a possibilidade de eu mexer nas coisas dele e ver alguma coisa que não devia.
Mas depois, na semana passada, as mensagens dele foram diminuindo cada vez mais. E eu fui ficando triste. Demorava muito para me responder e então parei de mandar. E ele não mandou também. E o vi online diversas vezes.
Depois de dois dias de muita tristeza, choro, luto e muitos, muitos conselhos e reflexão de diversos amigos - o amigo homem, o gay, a mulher... - botei um fim. Exclui o número dele para não cair em tentação de mandar mensagem.
E voltei à roda. Foi conversando com outros caras que me distrai. Um deles se destacou, Sr. W, e logo marcou de me ver no fim de semana.
Mas no terceiro dia! Heis que o homem difícil ressucita! Diz que quer marcar da gente passar a próxima semana juntos.
Conversei com ele normal. A raiva e a tristeza tinham passado mesmo. Fiquei muito exultante de perceber que o gelo havia dado certo. Mas a maior parte do afeto que estava investido nele, já havia sido transferido para o Sr. W, com o qual tive um primeiro encontro maravilhoso que merece um post separado.
Daí nessa semana estou com o Sr. J difícil. Ainda gosto dele, mas quando nos encontrarmos confirmei que o tesão sumiu todo! Da outra vez fiquei bolinando ele toda hora. Agora ele é só um cara magro e alto. Transei com ele ontem só pra tentar. Foi péssimo.
Quando vi que não conseguia me animar com as carícias dele falei tudo. Ele negou. E disse pra eu mandar: fala comigo, estou vendo vc online. Se tivesse emoji aqui, merecia aquela cara antipática.
O que me fez ter tanta atração por ele provavelmente foi o carinho e a atenção que ele me dava.

Nenhum comentário: