domingo, 17 de janeiro de 2016

Sr J: primeiro lance depois do término

Estou vendo que o pobre Sr. J não recebeu nem uma notinha aqui. É um amigo de uma querida amiga, que dizia que ele é pegador, dança demais, é animado... e que queria ficar comigo. Eu não estava perdendo nada mesmo... Acabamos nos encontrando no aniversário de uma amiga deles. Conversamos a noite toda. Ele é muito agradável. Limitado, mas simpático. Não é bonito. O corpo em forma e o rosto marcado. Na hora de embora me acompanhou até o carro. E me beijou. A ponta da língua dele percorria leeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeentamente a minha boca. E o minuto foi infinito. Eu não consegui "consertar" o beijo. Sabe quando você força a boca da pessoa a assumir outro comportamento para não ficar tão ruim? Não tinha jeito. Ele não usava os lábios e não esfregava a língua na minha. Que coisa decepcionante e sem graça. Isso acabou me empurrando para o encontro com o Sr. H né, imagina o desespero. rs
O primeiro "lance" depois de um término costuma ser ruim. Nesse caso não foi por saudade de ex e sim por falha técnica mesmo.

Nenhum comentário: