quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Do desespero

Só não há mesmo remédio é para a morte.
Se a vida é o presente que vivemos, porque nos abater pelo amanhã? Ou pelo ontem?
A vida é cada momento. A vida é cada copo de água fresca. Cada taça de vinho. E cada dose de remédio que tomamos.
Cada distração. Cada raciocínio. cada ideia.
Para tudo há solução. Apesar do nosso desespero ou êxtase - o mundo não acaba. A gente pensa que não vai aguentar. Mas aguenta sim. A dor. A vergonha. A catástrofe. A crise.
Somente a morte é definitiva. Mas depois da morte vamos nos preocupar com o que?

Nenhum comentário: