segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Carola Saavedra ...musa

Estou vivendo em reabilitação, um dia de cada vez. Hoje vi que melhorei bastante. Estava até animada a fazer alguma coisa significativa com o namorado. Isso significa muito,pois a libido é a primeira a sumir quando a gente está mal. 
Pena que ele não estava a fim. Mesmo assim vi coisas boas em mim. Não briguei com ele, não impliquei. Aceitei numa boa. Não estou desesperada.

Meu projeto de doutorado naufragou. Tanto livro e a gente não sabe o que estudar...
Não estou desesperada.
Tenho mil matérias para estudar para um concurso.
Não estou desesperada.
Terminei de ler O inventário das coisas ausentes de Carola Saavedra. Algumas páginas me deixaram desesperada. Chorei alto com algumas. A difícil relação com o pai. Os traumas que mudam nossa personalidade para sempre. Somos produto de uma série de experiências. Todos que estão a nossa volta são assim. Não temos culpa, mas nada podemos fazer.
Tenho tanto a dizer, mas agora não tenho tempo.
Os livros de Carola são muito bons. Agradam críticos e público. E ela ainda é linda!