sábado, 23 de janeiro de 2010

Transferência

Gostaria de ser bastante sincera. Ele ainda não saiu da minha cabeça. Às vezes sonho com ele. Sonhos estranhos, a figura dele fica meio estática, irreal, como se fosse só uma foto ampliada. Não me olha, não fala comigo, só observo ele passado de perfil num fragmento de segundo. Fico pensando em escrever um e-mail de paquera. Mas qual o propósito? Ele não tem nada a ver comigo e é casado. Mas não paro de pensar nele. Mas ele é casado. Mas não paro de pensar nele. Mas ele é bem mais velho. Mas não paro de pensar nele. Mas ele nem me conhece direito. Mas não paro de pensar nele. Mas mal o conheço. Mas não paro de pensar nele. Mas ele está fora de forma. Mas não paro de pensar nele. Mas eu nem sei se ele iria querer alguma coisa comigo. Mas não paro de pensar nele.
Depois conto a história toda.

Nenhum comentário: