terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Felicidade

Essas instabilidades e ideias contagiantes não são só tristes. Algumas são muito boas. Me sinto subitamente muito grata a Deus. Sinto muita felicidade por tudo de bom que há na minha vida. Sinto muito contentamento com vida, a natureza, a beleza. Dá vontade de chorar.
A maneira como até as coisas ruins se transformam em boas. As pessoas especiais. Tudo tão maravilhoso.
O sr. D tão gostoso. Me passa tanta segurança. O modo simples como ele falou sobre namorarmos.
É tão bom poder falar, com segurança, eu te amo pra alguém.
A passagem dos dias e a concretização da relação. A solidez macia e deliciosa de amar e ser amado.
Será que estou muito brega? Rs.
Porque é horrível aquela angústia de não se sentir valorizado. Sentir que o outro não nos quer totalmente. Que ele cultiva uma intimidade que vai acabar em pouco tempo. E hoje descaradamente. Com declarações de não quero namorar agora mescladas ao cultivo nefasto de promessas de amor. Pessoas horríveis. Tenho mágoa.
Aconteceu uma coisa engraçada. Jogamos aleatoriamente três números iguais na mega sena. Os números não foram sorteados. Mas parecem ser uma data: 07.12.19. Daqui a dois anos. Será a data do nosso casamento?
Mas não estou esperando por isso. Estou muito feliz hoje. Como estamos. Nas casas de nossos pais. Estudando pra concurso. Fazendo programas simples. Sempre com tempo de transar limitado.
Mas conversando, beijando, cheirando, rindo. Tudo tão delicioso.
Deus é amor.